Arrow
Arrow
PlayPause
Slider

O futuro do emprego no Brasil: Conheça Relatório

Fonte: Laboratório do Futuro

Qual será o impacto da automação sobre o emprego formal no Brasil? Como as diferentes regiões do país serão afetadas pela automação?

Foi para buscar respostas para essas duas grandes perguntas que o Laboratório do Futuro desenvolveu o Relatório Técnico “O Futuro do Emprego no Brasil: estimando o impacto da automação” como parte do projeto Mapeamento da Computerização no Brasil, fruto de um esforço que reúne pesquisadores da COPPE/UFRJ, ENCE/IBGE e LNCC/MCTIC.

O relatório foi produzido com a intenção de aprofundar a discussão, ainda incipiente, sobre o impacto da automação no Brasil. Assim, o relatório apresenta informações importantes para quem se interessa sobre o futuro do emprego no país como a estimativa da probabilidade de automação para cada uma das mais de 2.500 ocupações brasileiras e o mapeamento do impacto da automação sobre cada um dos 5.570 municípios do país.

As principais conclusões do relatório são as seguintes:

  • 60% do trabalho formal do Brasil se encontra sob alto risco de automação nas próximas décadas (probabilidade de automação acima de 70%);
  • Entre 2003 a 2016, foram criados mais empregos que envolvem ocupações com alto risco de automação (mais de 8 milhões) do que empregos que tenham baixo risco de automação (por volta de 3 milhões);
  • Espera-se que o impacto da automação no Brasil se divida em dois grupos compostos por Norte/Nordeste com menos impacto e Centro-Oeste, Sul e Sudeste com maior impacto.

O relatório pode ser acessado pelo link abaixo.

Relatório Técnico “O Futuro do Emprego no Brasil”